Clipping [Política do livro é unificada sob a Fundação Biblioteca Nacional, Publishnews]

PublishNews – 07/02/2011 – Por Redação


No último dia 21 de janeiro, foi anunciado o nome do novo presidente da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), o jornalista ribeiropretano Galeno Amorim. O que passou despercebido foi uma mudança importante dentro da coordenação da política do livro e leitura exercida pelo Ministério da Cultura (MinC), que veio junto com o novo nome na presidência da fundação do Rio de Janeiro. Antes, parte da política do livro e leitura do país era articulada pela Diretoria de Livro, Leitura e Literatura (DLLL), vinculada à Secretaria de Articulação Institucional (SAI) do MinC, e outra parte pela própria FBN. Agora, ao aceitar o novo cargo, Galeno conseguiu colocar a DLLL sob o guarda-chuva da FBN, simplificando e unificando assim a coordenação da política do livro e leitura no Brasil. Outra novidade é que José Castilho Marques Neto, atual secretário-executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), que anunciara em novembro sua saída, deve permanecer no cargo por pelo menos mais seis meses. Fabiano dos Santos também continua na direção de Livros, Leitura e Literatura, ainda que dentro da FBN. Vale lembrar que o PNLL é resultado de uma portaria interministerial entre o MinC e o Ministério da Educação (MEC), que indicam o conselho diretivo, o comitê executivo e o secretário-executivo do plano. Mas agora a interação com o Minc ficará mais simplificada.

Anúncios

Programa de Apoio à Tradução de Autores Brasileiros/ 2º semestre de 2010

Do informativo da CBL:
tradução biblioteca nacional.jpg A Fundação Biblioteca Nacional anunciou o Programa de Apoio à tradução de Autores Brasileiros / 2º semestre 2010 com o objetivo de difundir a cultura brasileira e estimular o lançamento de livros nacionais, bem traduzidos, no exterior. Instituído pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e da Coordenadoria Geral do Livro e da Leitura (CGLL), o programa vai selecionar, para oferecer bolsas de tradução de R$4 a R$12 mil, editoras estrangeiras que queiram lançar livros de autores nacionais previamente editados no Brasil. O encerramento das inscrições será em 16 de outubro deste ano. O formulário de inscrição e os demais documentos solicitados devem ser encaminhados à Coordenadoria Geral do Livro e da Leitura (CGLL). Para se ter uma idéia do alcance do programa, no primeiro semestre foram selecionados, entre outros, O filho eterno, de Cristovão Tezza para a Editora Scribe Publications da Austrália e Laços de família, de Clarice Lispector para a Editora H.F.D. da Croácia. Mais informações no http://www.bn.br/portal/?nu_pagina=110 ou pelo email: cgll@bn.br

Últimos dias para inscrição nos Prêmios Literários 2009 da Fundação Biblioteca Nacional

Amanhã (27) é o último dia para a inscrição de obras para concorrer aos Prêmios Literários 2009 da Fundação Biblioteca Nacional. Podem inscrever trabalhos nas categorias Romance, Conto, Poesia, Ensaio Literário, Ensaio Social, Tradução, Projeto Gráfico, Literatura Infantil e Juvenil, publicadas entre 1º de novembro de 2008 e 31 de agosto de 2009. As premiações somam R$ 12,5 mil. As inscrições são gratuitas. Confira o edital no site http://www.bn.br.

Inscreva-se nos Prêmios da Fundação Biblioteca Nacional

A Fundação Biblioteca Nacional, instituição vinculada ao Ministério da Cultura, vai premiar literários, escritores, tradutores e autores gráficos com o Prêmios Literários 2009. A finalidade do edital é destacar e reconhecer a qualidade intelectual e técnica das obras publicadas no período de 1º de novembro de 2008 a 31 de agosto de 2009.

O valor da premiação será de R$ 12.500 e para concorrer é necessário que os participantes estejam em dia com a Lei do Depósito Legal e que possuam número de ISBN (International Standard Book Number).

Os interessados poderão concorrer em oito categorias: Prêmio Alphonsus de Guimarães, de Poesia; Prêmio Machado de Assis, de Romance; Prêmio Clarice Lispector, de Conto; Prêmio Mário de Andrade, de Ensaio Literário; Prêmio Sérgio Buarque de Hollanda, de Ensaio Social; Prêmio Paulo Rónai, de Tradução; Prêmio Aloísio Magalhães, de Projeto Gráfico; e Prêmio Glória Pondé, de Literatura Infantil e Juvenil.

As publicações serão avaliadas levando-se em consideração a qualidade literária; a contribuição do autor à cultura nacional; e quanto ao projeto gráfico, a qualidade de acabamento, impressão e encardenação, além disso, todas as obras devem ser inéditas.