Serviço:

Devorando poemas com Mário Gomes

Dia 25 de agosto – às 18h3omin

Na Biblioteca Municipal Dollor Barreira

Avenida da Universidade, 2572.

Gratuito

A “lucidez inoxidável” de Mário Gomes por Mardônio França

Poeta Mário Gomes
Poeta Mário Gomes - foto de Raymundo Netto
Mardônio França, poeta, editor, produtor cultural, inquieto, insatisfeito e a sensibilidade em pessoa, produziu um docvideopoema sobre o poeta vivo mais iconoclasta de Fortaleza, Mário Gomes. Ficou lindo. Confira em A luxidez inoxidável

Tributo ao Mário Gomes: “Comendo Lagartas e Defecando Borboletas”, de Raymundo Netto para O POVO (8 de maio de 2009)

Tumulto na rua. O camburão da polícia chegava em frente ao Palacete Ceará à praça do Ferreira. Assalto? sequestro? Não, prenderam “O” poeta. Quem? Ora, quem… o Mário Gomes, sabe, não?

Era isso mesmo. Mário Gomes, aquele que conseguiu se estabelecer como poeta, mesmo por quem não conhece ou lembra um único verso seu — ao contrário de outros que lançam livros e livros, recebem títulos e medalhas, cobertura da alta imprensa e ninguém admite a honraria —, o tipo popular-mor da nossa blond cidade, estava sendo preso. Motivo? Baixara Leia mais em AlmanaCultura…

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s