Hoje, dia 28 de janeiro de 2011, do jornal O Globo, a  Associação Estadual de Livrarias do Rio de Janeiro publicou um anúncio em defesa das livrarias, no Caderno Educação da Zona Sul e do Centro. No dia 30 de janeiro, sairá o mesmo anúncio nos Cadernos de Educação da Grande Tijuca, da Ilha do Governador e da Zona Oeste.
Achamos muito importante que todos leiam o texto publicado e que o exponham em locais de fácil acesso para os clientes possam ler. Segue abaixo o texto:

LIVRO SE COMPRA NA LIVRARIA
NÃO NA ESCOLA
Todos os anos, as livrarias legalmente estabelecidas do Estado do Rio de Janeiro se preparam para atender pais, alunos e responsáveis na volta às aulas.
A cada ano este movimento diminui, devido à concorrência desleal através da venda direta de livros dentro das escolas, da adoção de apostilas, sistemas de ensino e do uso de fotocópias.
Escolas são estabelecimentos voltados à educação e ao ensino, não estabelecimentos comerciais de varejo.
Infelizmente, os critérios para a seleção dos livros escolares nem sempre são transparentes, baseados na qualidade ou conteúdo, mas passam por “benefícios” ou “vantagens” concedidos pelos editores.
Essa prática, além de lesar as livrarias, pode muitas vezes caracterizar “venda casada”, onde o custo da mensalidade já embute livros, material escolar e uniformes.
Este fato tira dos pais, alunos e responsáveis o direito de livre escolha. Todos ficam  impedidos de pesquisar  melhores condições de atendimento, preço ou pagamento, e sem poder decidir onde e como comprar.
O hábito de freqüentar livrarias e bibliotecas, onde as crianças podem entrar em contato com livros variados, de grandes autores da literatura brasileira e universal, deve ser adquirido na infância. A compra dos livros escolares é uma ótima oportunidade para descobrir o prazer da leitura e o mundo encantado dos livros.
Para a Associação Estadual de Livrarias do Rio de Janeiro, cada um tem um papel bem definido e que deve ser seguido para o bem de todos.
O Autor escreve o Livro.
A Editora publica o Livro.
A Livraria vende o Livro.
A Escola ensina aos alunos utilizando o Livro.
 
ASSOCIAÇÃO ESTADUAL DE LIVRARIAS DO RIO DE JANEIRO – AEL-RJ (FUNDADA EM 1993).
R. Evaristo da Veiga, 16 sl.1506 – Centro/RJ –  www.aelrj.org.braelrj@aelrj.org.br / Tel./Fax:(21) 2220-8182
S.O.S. – Ajude as vítimas da Região Serrana do Rio de Janeiro !

ASSOCIAÇÃO ESTADUAL DE LIVRARIAS DO RIO DE JANEIRO
Rua Evaristo da Veiga, 16 – sala 1506
Centro – Rio de Janeiro – RJ
CEP: 20031-040
tel/fax: (21)2220-8182  cel: (21)8450-2382 ou (21)8130-8581

Anúncios

Um comentário em “Associação Estadual de Livrarias do RJ publica anúncio em defesa das livrarias

  1. MUITO OPORTUNO O PROTESTO. AS ESCOLAS ESTÃO SE TRANSFORMANDO EM PONTOS COMERCIAIS DE LIVROS E MATERIAL ESCOLAR, COM A DESLAVADA DESCULPA DE QUE ISSO FACILITA A VIDA DOS PAIS.
    À PARTE ESTA FACILIDADE, QUE PODE SER LEGÍTIMA, SABEMOS QUE O MOTIVO NÃO É EXATAMENTE ESTE. MAS O MONOPÓLIO COMERCIAL E, COMO BEM DISSE A NOTA DA ASSOCIAÇÃO ESTADUAL DE LIVRARIAS, O CONCHAVE ENTRE ESCOLA E EDITORA, ONDE ESTA OFERECE FAVORECIMENTOS DE TODA ORDEM. O MERCADO LIVREIRO, QUE JÁ SOFRE A CONDIÇÃO DE SER UM MERCADO SAZONAL, PRINCIPALMENTE PARA AQUELAS LIVRARIAS QUE VENDEM ESPECIFICAMENTE LIVROS DIDÁTICOS, NÃO TÊM COMO COMPETIR COM AS ESCOLAS, POR UM MERCADO QUE É LEGITIMAMENTE SEU POR DIREITO E COMPETÊNCIA.
    QUANDO A LIVRARIA CONSEGUE ENTRAR EM ACORDO COM A ESCOLA E VENDER OS LIVROS EM SEU INTERIOR, TEM QUE DEIXAR NO MÍNIMO 30 A 35% DA VENDA REALIZADA.
    CONCLUSÃO: AS LIVRARIAS ESTÃO EM UMA “SINUCA DE BICO”… “SE CORRER, O BICHO PEGA; SE FICAR, O BICHO COME”!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s