Através de uma articulação da CCL e FLLEC, dez editoras cearenses estão reunidas para representar o Estado na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Oportunidade de bons negócios e de difusão da qualidade editorial cearense

Neste ano, a Câmara Cearense do Livro em parceria com o Fórum de Literatura e Leitura do Ceará – FLLEC desenvolve uma iniciativa pioneira no Estado: a inserção de dez editoras cearenses na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, cuja 21ª edição acontece entre os dias 12 e 22 de agosto, no Anhembi.

As editoras Armazém da Cultura, Brasil Tropical, Casa da Prosa, Conhecimento, Imeph, Terra da Luz, Omni  e Smile são as empresas até então confirmadas na comitiva cearense, que levará em torno de quatro mil títulos entre livros de arte, infantil e juvenil, periódicos e cordel. A Livraria Feira do Livro será a Livraria âncora que dará suporte à comercialização dos livros na Bienal. Durante o evento, o estande da Câmara Cearense do Livro prevê ainda lançamentos de várias obras, além de sorteios e contações de histórias.

O Ceará já é reconhecidamente modelo para o Nordeste em termos de articulação política das cadeias criativa e produtiva do livro. Neste evento, o Estado se revela não apenas como exemplo de mercado consolidado, mas também de qualidade e rigor técnico.  “Quem visitar nosso estande terá a oportunidade de conhecer um Ceará de excelentes produções”, convida Sandra Lima Röhl, atual presidente da Câmara Cearense do Livro e Mileide Flores, atual secretária executiva do Fórum.

Sobre a CCL

A Câmara Cearense do Livro – CCL, com sete anos de atuação, foi fundada com o intuito de satisfazer, sobretudo, duas demandas crescentes no Ceará: articular o setor editorial e compreender o livro como produto não apenas cultural, mas econômico. Visando esses pilares, o editor Peter Röhl (reconhecido por sua larga atuação na indústria gráfica paulista) se reúne com importantes nomes do mercado cearense e funda a CCL em 2003. Desde então, a Câmara tem sido uma das grandes entusiastas da democratização do acesso ao livro e à leitura no Estado, participando inclusive das comissões organizadoras das bienais do livro no Ceará.

Sobre o FLLEC

A Cadeia do Livro e da Leitura é ramificada e complexa e representa um vasto segmento que vai desde o leitor até a gráfica. Por   estas características é que escritores, livreiros, editores, gráficos, bibliotecários, ilustradores, leitores e professores preocupados com a falta de comunicação entre os diversos agentes desta Cadeia criaram um espaço de discussão para que os olhares múltiplos na busca de soluções se perceba único. Dentro deste contexto o Fórum de Literatura e Leitura do Ceará é criado em janeiro de 2009.

Onde estamos

21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, Anhembi, Rua N, Estande 45

Assessoria de Imprensa da Comitiva Cearense na Bienal

Mayara Carol Araújo, jornalista

(85) 8738 – 8656 – carol.mcba@gmail.com

Luiza Helena Amorim, jornalista

(85) 8804.0503 – luiza.helena.amorim@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s