Um dinheirão para livro e leitura

A boa notícia vem do Ministério da Cultura: a duas semanas do final do ano, a pasta já havia conseguido executar R$ 87 milhões do seu orçamento para projetos e programas do livro e leitura. A ordem é clara: empenhar, até o último dia de 2009, mais R$ 6 milhões e, assim, igualar os R$ 93 milhões investidos em 2008. Mais de 70% desse valor foram para abertura de novas bibliotecas em municípios que ainda não tinham nenhuma, revitalização de outras que se encontravam em situação precária e implantação de pontos de leitura.
Tudo isso integra o primeiro eixo do Plano Nacional do Livro e Leitura: democratização do acesso aos livros. Em 2010, os investimentos se voltarão para a formação de leitores.

Orçamento, 15 vezes maior!

Para saber se esse orçamento anunciado pela Diretoria do Livro e Leitura do Ministério da Cultura para o ano que termina é muito ou pouco, uma boa saída é dar uma espiada nos números dos últimos anos. Em 2003, primeiro ano do primeiro mandato do presidente Lula, o orçamento total da pasta para a área era de minguados R$ 6,1 milhões.
Cabe à sociedade, evidentemente, monitorar de perto a qualidade desses gastos.
Mas que é bom, é bom.

Fonte: Brasil que lê

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s