galeno

Galeno Amorim, 45 anos, é jornalista e autor de dez livros, a maioria deles para crianças. Em três deles, foi co-autor: Políticas Públicas do Livro e Leitura (OEI-Editora Unesp, 2006) e Os Desbravadores (Palavra Mágica, 2001), dos quais foi organizador; e Práticas de Cidadania (Editora Contexto, 2004).

Como jornalista, atuou durante mais de 20 anos em veículos como O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Rádio Eldorado, revista Afinal, Agência Estado e Rede Globo. Foi professor de Ética no Jornalismo na Universidade de Ribeirão Preto e dirigente do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo.

Presidiu, em 2006, o Comitê Executivo do Centro Regional de Fomento ao Livro na América Latina e no Caribe (Cerlalc), órgão vinculado à Unesco. Em 2005, presidiu o Conselho Diretivo do Ano Ibero-americano da Leitura (Vivaleitura), instituído pelo Cerlalc/Unesco, OEI e governo brasileiro. Foi membro dos conselhos estaduais de Leitura dos estados de São Paulo (2004/2005) e Rio de Janeiro (2006) e secretário de Cultura de Ribeirão Preto – SP (2001/2004).

Criou e dirigiu organizações não-governamentais para fomentar a leitura, como a Fundação Palavra Mágica (2000) e a Fundação Feira do Livro (2003). Também foi o responsável pela criação da Fundação Instituto do Livro (2002) e pela elaboração da primeira Lei do Livro em um município brasileiro (2001).

Em 2006, tornou-se consultor de políticas públicas do livro e leitura da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) para a Educação, a Ciência e a Cultura, organismo internacional de caráter governamental com sede em Madri e atuação em 23 países de língua espanhola e portuguesa nas Américas, na Europa e na África.

Algumas das ações que ajudou a empreender nos últimos anos:

  • Comemorações no Brasil do Ano Ibero-americano da Leitura, o Vivaleitura, com mais de 100.000 atividades (2005)
  • Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), instituído pelos Ministério da Cultura e Ministério da Educação (2006)
  • Prêmio Vivaleitura, instituído pelos ministérios da Cultura e da Educação (coordenado pela OEI, com apoio da Fundación Santillana, sua primeira edição catalogou mais de 3.000 projetos e programas de leitura no Brasil) (2006)
  • Programa da Desoneração Fiscal do Livro (2004)
  • Projeto Fome de Livro, que levou à instalação de 700 bibliotecas no Brasil (2004/2007)
  • Programa Ribeirão das Letras, que instalou 80 bibliotecas em Ribeirão Preto (uma para cada 5 mil habitantes) e aumentou o índice de leitura de 2 para 9,7 livros lidos por habitante/ano (2001/2004)

Fonte: Blog do Galeno

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s